Translate

17 de janeiro de 2008

Roubar, matar e destruir!

Abra a sua Bíblia e acompanhe comigo. No livro de João, no capítulo 10 Jesus Cristo disse:

"Em verdade, em verdade vos digo: quem não entra pela porta no aprisco das ovelhas, mas sobe por outra parte, esse é ladrão e salteador. Mas o que entra pela porta é o pastor das ovelhas. A este o porteiro abre; e as ovelhas ouvem a sua voz; e ele chama pelo nome as suas ovelhas, e as conduz para fora. Depois de conduzir para fora todas as que lhe pertencem, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz; mas de modo algum seguirão o estranho, antes fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos. Jesus propôs-lhes esta parábola, mas eles não entenderam o que era que lhes dizia. Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em verdade, em verdade vos digo: eu sou a porta das ovelhas. Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores; mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; se alguém entrar a casa; o filho fica entrará e sairá, e achará pastagens. O LADRÃO NÃO VEM SENÃO PARA ROUBAR, MATAR E DESTRUIR; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. Eu sou o bom pastor; o bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas. Mas o que é mercenário, e não pastor, de quem não são as ovelhas, vendo vir o lobo, deixa as ovelhas e foge; e o lobo as arrebata e dispersa. Ora, o mercenário foge porque é mercenário, e não se importa com as ovelhas. Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem, assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas".

Roubar, matar e destruir... verbos atribuídos ao diabo e com muita razão. Ele, o senhor das trevas, acompanhado de hostes espirituais da iniqüidade nas regiões celestes (principados, potestades, príncipes deste mundo), especialistas em enganar o homem, roubá-lo, matá-lo e destruí-lo.

Sim, sabemos que estes seres fazem isso... e muito!
Nós, os que estão ao lado de Cristo, pelo contrário, prezamos o AMOR, fruto do Espírito Santo em nossas vidas. ALEGRIA, PAZ, LONGANIMIDADE, BENIGNIDADE, BONDADE, FIDELIDADE, MANSIDÃO, DOMÍNIO PRÓPRIO....
Bem diferente de roubar, matar e destruir.

Ora, mas por que estou dizendo o óbvio?

O motivo que me levou a escrever a você hoje veio pelo hábito verificado de que muitos irmãos no Senhor, sim, reprovam essas coisas (roubar, matar e destruir) mas curiosamente se divertem com elas.

Como???

Repare. Há tempos a igreja evangélica brasileira não reprova mais a TV ao evangélico. Falar mal hoje contra a televisão virou coisa de "pastor ignorante e ultrapassado". Mas ela continua e de forma muito pior hoje em dia, a exibir roubos, mortes e destruição. Não, não estou falando dos telejornais. Estou falando de DIVERSÃO, ENTRETENIMENTO. Tempo que hoje, muitos evangélicos passam curtindo filmes e animações, desde a TV, passando pelo DVD, até o cinema e vídeo-games. Simplesmente pelo fato de "ser ficção" caem os limites. As "barreiras bíblicas" deixam de valer, porque afinal de contas é tudo mentirinha... então pode!

Pode mesmo?

"Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas; mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas". (1Co:6.12)

Ora, por que não é conveniente?

Hoje em dia em um filme, se ninguém roubar, se ninguém matar e ninguém destruir, este filme é uma exceção à regra!!! É um filme sem graça!
Para fazer sucesso e alcançar grandes bilheterias quanto maior o "roubo", o "número de mortos" ou a "importância do assassinato" ou "indentidade do assassino" e quanto "maior a destruição", maior o êxito do filme.

Um filme considerado como "bom" hoje em dia é aquele que exibe uma grande catástrofe, uma desgraça em grande escala, um "exterminador", um "assassino com sangue frio", um "assalto bem feito", ou ainda, todos esses ingredientes no mesmo filme e com efeitos especiais!

"Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que põem as trevas por luz, e a luz por trevas, e o amargo por doce, e o doce por amargo!"
(Isaías 5.20)

O interesse pelo filme deixou de ser a vitória do bem sobre o mal, mas a "aparência do mal", as montagens, a maquiagem, a produção, os monstros e demônios "atraentes" aos espectadores. Quanto mais bizarro melhor.

O mesmo vale para os cenários e enredos de jogos de vídeo-games. Se não for "demoníaco", é bobo e infantil.

"Em verdade vos digo que se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus".
(Mt 18.3)

Livros, peças de teatro, filmes, seriados, novelas e animações em sua grande maioria tem vítimas e homicidas, ladrões e destruidores, vingadores, enganadores, adúlteros, fornicários...
E nós curtimos, gostamos, pagamos, aplaudimos a "obra-prima", o "espetáculo".

Imagine os discípulos de Jesus convidando-o para uma "apresentação" por um dos lugares onde o Mestre passou, onde algumas pessoas, em um teatro ao ar livre, fingiriam matar outras, e outras roubariam, enganariam, mentiriam para tirar vantagem, etc... tudo é claro, ficção! Tudo montado para "divertir" e "entreter" as pessoas. Jesus aceitaria?

Iria relaxar e aproveitar a peça? Se ainda garoto, já preocupava-se com as coisas do reino???

"Respondeu-lhes Ele (o menino Jesus ao ser encontrado por sua mãe após "sumir"): Por que me procuráveis? Não sabíeis que eu devia estar na casa de meu Pai?" (Lc 2.49)

Imagine se Jesus que nos mandou orar sem cessar, e vigiar em todo o tempo, por não sabermos o dia nem a hora de seu retorno, se Ele interromperia seu ministério para ‘alegrar-se’ deste modo...

E nós? Não somos imitadores de Jesus? Não deveríamos seguir seus passos, seu exemplo?

Alguém já disse e com razão: Aqui (a Terra) não é nosso campo de descanso, de lazer, mas campo de batalha!

Para citar um só exemplo: estes dias a Rede Globo transmitiu o filme “O Justiceiro”, alguém viu?
A cada 5 minutos uma morte violenta na tela. Com direito a atropelamento de mãe e filho pequeno.

Roubar, matar e destruir. Se você acha isso engraçado ou interessante, experimente ouvir as histórias de quem já viu de perto e sofreu na pele, com roubos, mortes ou destruição.

"Ô meu, deixa de ser radical. É ficção (mentira)! Kikitem?"

"Vós tendes por pai o diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele é homicida desde o princípio, e nunca se firmou na verdade, porque nele não há verdade; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio; porque é mentiroso, e pai da mentira". (João 8.44)

Certa vez ouvi o Pr. Silas Malafaia dizer algo interessante: a indústria de Holywood gasta milhões de dólares por filme, para financiar, para serem investidos em MENTIRAS. E em seguida perguntou: "E nós, evangélicos, quanto estamos dispostos a investir para propagar a VERDADE?" Ele falava aqui de dízimos e ofertas a serem alçadas para o crescimento da obra de Deus.

Fico por aqui, sendo que poderia estender-me ao abranger por exemplo a feitiçaria, também ingrediente corriqueiro nos filmes atuais.

É claro que a decisão de assistir ou não determinado filme cabe a cada um. Não proponho nenhuma cruzada contra a TV ou o cinema, apenas um rigor maior em nossas escolhas (a começar por mim), te lembrando que um programa inédito sempre será um elemento-surpresa para você. Ou seja, você não faz idéia do que passará diante de seus olhos.

E como já citei em artigos anteriores...

"A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo teu corpo terá luz. Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes são tais trevas!" (Mt 6.22-23)

A solução pode ser fácil. Um evangelista, amigo meu, em conversa sobre este assunto, bateu a mão em meu ombro e me disse: “Ricardo, Ricardo... eu trabalho o dia todo em um emprego secular, estou sempre estudando e ainda tenho tantos afazeres na Casa de Deus... Eu lá tenho tempo para gastar vendo televisão?”

Tenha um bom dia.


Ricardo

8 comentários:

Faculdade Teológica disse...

MArio henrique campos da silva
Parabens muito bom seu Post!!!!
Abs!
Faculdade Teológica

Faculdade de Teologia disse...

muito boa sua postagem!!!!
Abs!
Faculdade Teológica

verdades que curam disse...

a paz do senhor.
O texto de joão não se refere a seres espirituais mas sim a seres de carne e osso, ou seja, o mercenário que é ladrão e que não passou pela porta que é Jesus, são os falsos pastores que matam, roubam e destroem o rebanho de Deus, com suas doutrinas e tradições de homens e ensinos de demônios. São esses pastores que pensam que a caridade é fonte de lucro, a palavra diz de Graça recebestes de graça dai.
A paz

Alex Siqueira disse...

O antigo testamento está cheio de hebreus sendo agentes ativos, e supostamente mandados por Deus para efetuar a orte e da destruição de muitas pessoas e cidades.. E vejo hoje muitos cristãos se deliciando ao ler isso, DENTRO das igrejas e SEM televisão.

Equipe Expresso disse...

essa passagem do ladrão fala dos maus pastores,não do diabo

Rodrigo disse...

Com todo o respeito, mas eu não estou conseguindo me lembrar de um programa de televisão que contenha tanta violência, matança, destruição, requintes de crueldade, selvageria e obscenidades quanto a Bíblia. Não sei se entendi o argumento, mas isso deve ser exclusividade da Bíblia, é? Ninguém mais pode exibir essas coisas? As histórias da Bíblia estão recheadas de todos os ingredientes que o autor do texto enviado condena nas histórias dos filmes... E em quantidades absurdamente maiores...

Luciana Ribeiro Garcia disse...

Querido Rodrigo, as histórias da Bíblia não são p/ entreter ninguém. Ninguém se diverte c/ as trevas descritas na Palavra. Nós meditamos, vemos as consequencias do agir do mal, da desobediência do homem. A diferença é essa. A Bíblia, junto c/ os "horrores", traz mensagem de salvação, conforto e esperança. Mostra a luz no fim do tunel. Nos filmes, a "diversão" c/ as atrocidades, na maioria das vezes, não revela a verdade do Senhor, a vitória do bem sobre o mal, a esperança. Os filmes simplesmente despejam sobre nós toneladas de trevas, e tudo fica por isso mesmo. Vc não sente vazio c/ as mensagens trasmitidas pelos filmes (algumas peças de teatro, animações, etc)? Já reparou, p.ex., algumas animações do Anima Mundi? Treva pura!! Não alegram a alma, não alimentam o coração de coisas boas. Uma vez eu vi uma animação onde havia insinuação de estupro, outra um adulto surrava uma criança. Decepção total c/ esse "grandes" animadores q fazem parte deste mega evento (Anima Mundi).
Se vc tiver o coração sincero na busca do bem e da verdade, Deus te guiará. Peça por isso. Deus te abençoe.

Will disse...

Que o Senhor o abençoe meu querido, palavras eficazes vindo direto do trono...

grande abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

+ Notícias

Loading...